• Ciclo Gestão de Resíduos

Bucha Vegetal ou Sintética? Qual Devemos Usar?

Atualizado: 18 de Jun de 2019

Todo mundo conhece aquela buchinha de cozinha. Sabe, aquela com um lado verde e outro amarelo?

Pois é, essa mesma está presente em todas as casas, seja na cozinha ou no tanque, lá está ela.



Mas será que essa bucha tão comum é a melhor opção quando se fala de sustentabilidade e meio ambiente? É o que veremos a seguir.


Sustentabilidade


Para quem não sabe, ser sustentável é saber aproveitar o que o mundo nos oferece sem comprometer a disponibilidade para as futuras gerações. (Isso quer dizer que a discussão vai muito além do plantio de árvores e reciclagem).

Apesar de ser um item de limpeza, a bucha sintética costuma ficar bastante suja e cheia de bactérias, tendo uma vida útil de apenas 7 dias.


Ou seja, a cada semana você precisa pegar uma bucha nova e descartar a velha. Pense agora quantas dessas buchas você utilizará durante a vida. Muitas, não é mesmo?


Agora imagine a população do Brasil que, até Julho de 2018, chegou a marca de 208,5 milhões de habitantes. UAUU.. isso é gente pra caramba!


Imagine então que cada uma dessas pessoas tem uma bucha dentro de casa e descarta essa bucha 1 vez por semana.


Faça as contas. Monstruoso o número de buchas descartadas semanalmente só no Brasil…. Mas o problema não acaba aí. Como esse material sintético é derivado do petróleo, o processo de reciclagem não é tão simples embora seja possível reciclar esse material. O custo é bem mais alto e acabam não reciclando a bucha sintética e elas acabam em aterros, prejudicando e contaminando o meio ambiente. Outra falha também pode acontecer no descarte inconsciente e no destino dessas buchas, que podem acabar ficando pelo caminho ou levadas a locais ''errados'', onde não serão recicladas.


Reciclagem, assunto que deveria interessar a todos seres humanos.


Mas porquê a reciclagem deveria ser do interesse de todos seres humanos??


Bem, a resposta é muito simples: se não preservarmos a natureza, não parar de extrair recursos naturais (Madeira, metais,..) um dias eles vão acabar, certo?


Até mesmo porque ainda não há grande campanhas de incentivo à reciclagem em nosso país, ou grandes campanhas de conscientização... Por mais que exista reflorestamento, coleta seletiva e outras medidas para preservação do meio ambiente, ainda não é suficiente para a demanda diária das residências e das indústrias.


Resumindo, se acabar a água, árvores e nosso ar ficar poluído, logo estaremos vivendo aquelas cenas de filme futuristas de fim do mundo, tenho certeza que você já viu alguns.


Mas o que isso tem a ver com a bucha sintética?


Tudo!! Mas não é só a bucha sintética que pode prejudicar o meio ambiente, são muitos outros produtos (embalagens, tampas, vidro, metal em geral…) que precisam ser reciclados para serem transformados e reutilizados.


Uma boa solução é escolher outros produtos, que sejam ''amigos do meio ambiente'', de fácil decomposição. Por exemplo: A bucha vegetal, que era utilizada antes de inventarem essa outra bucha que utilizamos atualmente (sintética).


Bucha Vegetal: A Solução Ecológica!




São muitos os benefícios ao se utilizar a bucha vegetal!


Por ser natural e de fácil higienização, essa bucha é a melhor opção quando o assunto é sustentabilidade. E ainda é mais barata e mais durável que a bucha sintética.


Além do mais, você ainda vai reduzir a produção do lixo da sua casa, o que é uma excelente notícia para o planeta!


Por ser natural, a bucha vegetal não contém nada químico na sua composição então, não fará mal para sua pele ou sua saúde. Recapitulando. Se trocar a esponja sintética pela natural você: ✅ Vai Ajudar o Planeta; ✅ Vai Economizar seu dinheiro;

✅ Vai Proteger sua pele e sua saúde;

✅ Vai parar de riscar a louça/objetos de plástico; ✅ Vai aumentar o tempo de uso da nova bucha;

✅ Vai diminuindo a produção de lixo! DICA - Para Higienizar sua bucha vegetal basta deixar de 3 a 5 minutos na água fervente 1 vez por semana e pronto! Deixe pendurada para secar naturalmente. Agora, para finalizar, vamos comparar as 2 buchas:


Bucha Vegetal


Também é conhecida como bucha-dos-paulistas, bucha-dos-pescadores, bucha-de-cerca, bucha-de-parreira, esfregão, fruta-dos-paulistas, gombô-grande, mamalongo e quingombô-grande. Em outros idiomas, conhecida como: loufa (França), musú (República Dominicana) e paste (El Salvador), spongo (Esperanto), pashte (Guatemala), susemi (Coréia). A bucha é cultivada especialmente pelas fibras da fruta seco, que são usadas como esfregão de banho, podendo também ser usadas como palmilha em sapatos, ''vaso'' para orquídeas, entre outras funções.

➡ Podem chegar até 45 cm de comprimento e é parecida com um pepino. Algumas variedades podem atingir mais de 1,2 metro.


➡Como a bucha é nativa das regiões tropicais, você pode até plantar em casa (se tiver onde).


Bucha Sintética


➡ Feita com plástico poliuretano (petróleo) e outros componentes químicos sintéticos, que prejudicam o meio ambiente;


➡ Há proliferação/crescimento de bactérias e dura milhares de anos na natureza, pois é de difícil decomposição e reciclagem;


➡ Tem alto custo, dura apenas 7 dias e ainda fortalece grandes empresas e a indústria do plástico; ➡ Não é recomendado utilizar no banho.



Gostou das informações?? Que tal fazer um teste e trocar sua bucha sintética por uma vegetal? Depois conta pra gente!


➡➡Fale Com a Ciclo⬅⬅

218 visualizações